Início > bash > Hábitos que todo usuário Linux deveria ter

Hábitos que todo usuário Linux deveria ter


Indico 3 dicas que poupam tempo, recursos e demonstram ainda mais o poder do bash!

    1. Crie árvore de diretórios de uma só vez!

É muito comum, na necessidade de criação de diretórios e sub-diretórios, o uso do comando mkdir de forma não muito inteligente:
$ mkdir Fotos
$ cd Fotos
$ mkdir Viagens
$ cd Viagens
$ mkdir Viagens no Exterior

Este é um exemplo de mau uso do mkdir, se você quer criar várias sub-pastas, use o parâmetro -p:

$ mkdir -p Fotos/Viagens/Viagens no Exterior/

    2. Descompactar pacotes .tar em pastas separadas

Este eu cometo direto. Ao invés de já mandar e descompactar o pacote para onde eu quero, não, eu simplesmente recorto o pacote para a pasta que desejo e depois uso a descompactação. Mas existe a opção -C que já descompacta o pacote .tar para onde você quer:
$ tar -xvf /home/junin/Downloads Naruto_435HQ.tar.gz -C /home/junin/mangás/Naruto

    3. Combinar comandos

Usar mais de um comando de uma só vez é uma boa sacada! Não precisa ter medo, só mandar bala!
$ cd Documentos/PDFs && tar -xvf Apostila_ShellScript.tar.gz

Neste caso, o conteúdo do pacote Apostila_ShellScript será descompactado na pasta PDFs somente se esta existir. Se a pasta não existe, nada acontece.

Enviem sugestões!

Categorias:bash Tags:, , ,
  1. fevereiro 7, 2009 às 6:30 pm

    Desconhecia o -p no mkdir.
    São estas as vantagens da consola sobre o ambiente gráfico🙂
    1abraço

  2. fevereiro 7, 2009 às 6:31 pm

    Aproveitei o adicionei o seu Feed RSS.
    Parabéns pelo blog.

  3. setembro 2, 2009 às 1:32 pm

    Criar pastas assim também deveria ser um hábito:

    mkdir -p {tmp/,docs/{img/{wallpapers/,icons/,fotos/},textos/{man/,artigos/}}}

    fazer backup assim também:

    cp /caminho/muito/longo/para/o/arquivo/arquivo{,.backup}
    Isto evita ter que digitar duas vezes o caminho

    Descompactar com tar assim (evita ter que mover arquivos)
    tar jxvf file.tar.bz2 -C /destino

    Usar tar.bz2 ao invés de tar.gz pois em grandes backups se o tar.bz falhar ele para
    e o tar.bz2 não.

    Usar o pipe só onde for necessário

    errado
    cat /etc/services | less

    less /etc/services

    Há um artigo da IBM sobre o mesmo assunto aqui:
    http://www.ibm.com/developerworks/aix/library/au-badunixhabits.html

    O conteúdo do blog está ótimo já assinei o RSS

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: